MENU

06/09/2020 às 17h07min - Atualizada em 06/09/2020 às 17h07min

Maconha é a droga mais consumida pelos adolescentes

Projeto Brasil em drogas - Fernando
https://www.projetobrasilsemdrogas.com.br/
https://www.projetobrasilsemdrogas.com.br/


A maconha é uma substância ainda ilícita no Brasil, embora esteja entre as mais utilizadas por quem busca amparo nos psicoativos. De acordo com o último Levantamento Nacional sobre o Uso de Drogas pela População Brasileira, realizado pela Fundação Oswaldo Cruz, a maconha é a droga mais consumida pelos adolescentes.

Os dados revelam que quase 8% dos brasileiros dos 12 aos 65 anos de idade já consumiram a erva ao menos em um episódio ao longo da vida. Na sequência vêm a cocaína, com 3,1%.

O estudo da Fiocruz ouviu um número recorde de brasileiros para fazer a pesquisa. Foram 17 mil pessoas de todas as regiões, sendo apontado como um dos mais abrangentes e completos estudos sobre o assunto.

E as informações resultantes são preocupantes, tendo em vista que o organismo do adolescente ainda não está totalmente formado. Além do mais, quando consumida pela inalação de fumaça e com frequência, a maconha pode vir a gerar lesões nos pulmões e interferir no ritmo cardíaco e pressão arterial, assim como acontece o tabagismo que é socialmente e legalmente aceito.

Na publicação de hoje, reunimos algumas dicas importantes sobre o uso de maconha pelos jovens. Continue acompanhando e saiba mais sobre os riscos do consumo, as consequências e a influência para o uso de outras drogas.

 

Riscos e consequências do consumo de maconha na adolescência

 

Há uma tendência mundial de descriminalização do uso da maconha, especialmente em países como os Estados Unidos, Canadá, Portugal, Espanha, Uruguai, Argentina, Coréia do Norte e Irã. Na Holanda, considerada o polo turístico dos maconheiros do mundo, a erva é somente tolerada.

O abrandamento na lei referente à droga se deve tanto a estudos que comprovam os benefícios medicinais da planta para determinadas doenças, como também a tentativa de reduzir o poder de traficantes e de milícias. No Uruguai, por exemplo, o próprio governo é o responsável pela produção e venda do produto, que por sinal é encontrado em farmácias.

No entanto, esse clima de legalização esconde alguns perigos. Assim como outras drogas que são permitidas, tais como o álcool e o tabaco, a maconha pode impactar o desenvolvimento do organismo do adolescente. Ainda que não seja altamente viciante, ela também tende a afetar o comportamento e o amadurecimento cerebral do indivíduo.

Há indicadores que demonstram uma queda expressiva no rendimento escolar dos usuários. Além disso, quem tem propensão a psicoses, Síndrome de Pânico e outros transtornos mentais, pode vir a intensificar esses distúrbios e levá-los para a vida adulta.

 

Maconha leva ao uso de outras drogas?

 

A erva é menos propensa a causar dependência física, porém há quem desenvolva dependência emocional pelos seus efeitos. Por isso, quando constatamos que a maconha é a droga mais consumida pelos adolescentes, um sinal de alerta deve ser aceso.

Além do mais, dependendo do contexto em que a planta é consumida, ela pode ser associada ao uso de outras drogas, especialmente o álcool. Em festas, por exemplo, podemos observar jovens fumando maconha e tomando bebidas alcoólicas ao mesmo tempo.

Por se tratar de uma substância relaxante, é incomum que ela abra as portas para a ingestão de drogas pesadas e estimulantes. De qualquer maneira, precisamos ter responsabilidade e tratar o assunto com a devida seriedade.

Se o seu filho ou um ente querido faz uso excessivo de maconha, procure dialogar com ele e convencê-lo da importância de uma ajuda profissional.

Fonte: www.projetobrasilsemdrogas.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
9.4%
90.6%
Podemos Ajudar?