MENU

07/09/2020 às 12h38min - Atualizada em 07/09/2020 às 12h38min

Perguntas e respostas sobre dependência química

Grupo Clinica de Recuperação - Fernando
https://grupoclinicaderecuperacao.com.br/
https://grupoclinicaderecuperacao.com.br/


A dependência química é uma realidade contra a qual milhões e milhões de pessoas lutam todos os dias. É por causa disso que cada diz mais se faz necessário um trabalho de conscientização, pois, segundo apontam pesquisas sobre o tema, a maior parte das pessoas que lutam contra esse mal são jovens e tanto eles quanto seus familiares não sabem lidar com essa questão por fala de conhecimento sobre o tema. Por isso que neste artigo vamos trazer algumas perguntas e respostas sobre dependência química, lembrando que essas são as dúvidas mais comuns que as pessoas têm sobre esse tema e que temos muitos outros artigos que podem te ajudar a conhecer mais sobre esse assunto tão importante.

 

Qualquer pessoa que consome alguma droga pode ser considerado um(a) dependente químico?

Não. Existem níveis de consumo que estão dentro de uma avaliação que é considerada normal. Isso é muito comum quando se fala por exemplo da bebida alcoólica. Muitas pessoas consomem essa que é uma droga lícita mas não são necessariamente dependentes químicos.

 

Como diferenciar a dependência química do mero consumo?

Outra das perguntas e respostas sobre dependência química é sobre essa diferença, porque como já mencionamos no item anterior, nem todo mundo que consome alguma droga é necessariamente um dependente. Existem algumas características que diferenciam o dependente do mero consumidor. Podemos listar por exemplo: a) desinteresse pelo trabalho e outras atividades cotidianas; b) falta de cuidado com a sua aparência; c) pouca interesse em atividades familiares ou com amigos; d) aumento da agressividade, inclusive com as pessoas mais próximas; e) sintomas prévios de depressão ou ansiedade.

Quando estes e outros sinais começam a surgir é importante que as pessoas mais próximas estejam preparadas para dialogar com o potencial dependente sobre o assunto.

 

Quais são os fatores que contribuem para o surgimento da dependência química?

Existem pelo menos três motivos que comprovadamente podem levar a este tipo de problema. O primeiro deles é o ambiente familiar conturbado, situação muito comum entre jovens, os quais muitas vezes não conseguem lidar bem com questões familiares complexas como o divórcio, morte de um dos pais ou outras condições que deixem o clima no lar instável.

Outra causa que é apontada pelos especialistas diz respeito a questões relacionadas às relações extrafamiliares do indivíduo, como o ambiente de trabalho estressante, questões amorosas traumáticas e outros pontos dessa área que acabam contribuindo para a entrada no vício.

Além disso, o motivo que é considerado o mais importante de todos e que contribui em todos os outros casos para que a pessoa desenvolva essa dependência é a predisposição genética. Isso quer dizer que pessoas que possuem em sua família histórico de dependência química têm mais propensão a também entrar nesse estado, principalmente quando acontece alguma das situações que foram mencionadas aqui

 

Qual deve ser a postura da família ao descobrir que um dos seus membros é um dependente químico?

Em primeiro lugar a família deve procurar verificar se de fato a pessoa está apresentando sintomas claros e reais de dependência. Depois disso é muito importante abrir caminho através do diálogo para que a pessoa perceba sua situação e a necessidade de tratamento.

Isso contudo só irá acontecer se a família deixar uma postura de julgamento e assumir uma postura de compreensão, pois é preciso deixar de lado a mentalidade popular sobre o problema. Jogar toda a culpa do vício no dependente é mais prejudicial do que benéfico e esse momento exige maturidade, compreensão e ao mesmo tempo firmeza de propósito.

 

Como é o tratamento de dependência química?

Existem várias formas de se tratar a dependência química, cada uma delas é mais eficaz ou não, a depender do tipo de vício e do estágio de dependência no qual a pessoa se encontra. Para determinar qual o tratamento a ser adotado é muito importante que o dependente seja submetido a exames, sessões de terapia e outros processos que ajudem a identificar a necessidade deste ou daquele tratamento.

 

É possível se livrar do vício de uma vez por todas?

Encerramos nossas perguntas e respostas sobre dependência química com essa que talvez seja sua maior dúvida e a resposta é um sonoro SIM. Dependendo da qualidade do tratamento e da maneira que o dependente vai avançado em cada etapa é perfeitamente possível que o dependente, mesmo aqueles que estão em estágios mais avançados de dependência, possa voltar à uma rotina normal.

Fonte: www.grupoclinicaderecuperacao.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
9.4%
90.6%
Podemos Ajudar?