MENU

19/10/2020 às 21h06min - Atualizada em 19/10/2020 às 21h06min

Posso internar meu filho contra a vontade dele ?

Internação Involuntária

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br/
portalderecuperacao.com.br/

Quando a família tem alguém que sofre com a dependência química, as consequências não se restringem somente a essa pessoa. Todos a sua volta são atingidos. Isso faz com que muitos pais se questionem: posso internar meu filho contra a vontade dele?

Por mais difícil que seja a decisão de uma internação involuntária, às vezes ela é necessária. Principalmente se o dependente químico é incapaz de reconhecer a gravidade da situação na qual se encontra e o quanto isso está se mostrando prejudicial para a sua saúde e relações interpessoais.

A agonia de mães e pais não se deve ao acaso. De fato, sem o tratamento adequado o filho pode ser tragado para o mundo obscuro das drogas.

Muitos abandonam os estudos, deixam de trabalhar honestamente e chegam até mesmo a roubar objetos de dentro de casa ou agredir física e verbalmente os seus familiares. Nessa hora, é fundamental ter pulso firme e reconhecer que somente um suporte profissional é capaz de garantir a recuperação do viciado.

 

Como acontece a internação obrigatória?

Estamos cada vez mais conscientes da importância dos direitos humanos. Por isso, uma internação obrigatória, seja ela involuntária ou compulsória, pode parecer um tremendo absurdo em um primeiro momento.

No entanto, mesmo que o seu filho seja internado contra a vontade dele, há leis que protegem os seus direitos a um tratamento humano. Além disso, a família pode acionar a qualquer instante o cancelamento da internação.

Por mais que o ideal seja convencer o paciente de que ele demanda de cuidados especiais para ser desintoxicado e ressignificar a própria vida, isso nem sempre é possível de maneira branda. Há situações em que a droga tira o poder de discernimento do indivíduo e ele simplesmente não aceita o tratamento.

Caso essa seja a situação pela qual a sua família está passando, a melhor escolha é procurar pela ajuda de uma clínica especializada. Ela dará todas as diretrizes de como proceder para realizar o diagnóstico e pode, inclusive, trabalhar de maneira persuasiva no convencimento do paciente para aceitar a internação.

E, se esses esforços não forem o suficiente, a instituição desempenha todo o papel de orientação quanto à burocracia que envolve uma internação involuntária ou compulsória. Assim, seja no âmbito dos serviços de saúde ou no âmbito legal, a sua família poderá ter certeza de que fez tudo o que estava ao próprio alcance para salvar a vida do paciente.
 

Critérios para a internação obrigatória de dependentes químicos

São dois os principais critérios para a internação involuntária e compulsória:

1. Risco à saúde: quando há risco de sequelas na saúde física e mental do paciente caso o tratamento seja protelado por mais tempo, prejudicando as chances de recuperação devido a essas complicações médicas;

2. Risco social: quando é iminente o risco de o paciente se expor a situações de risco capazes de prejudicar a sua integridade física ou a de outras pessoas, principalmente pela incapacidade de fazer autocrítica e de controlar determinados comportamentos (violência, fugas de casa, envolvimento com o tráfico e outros crimes, por exemplo).

Não hesite em procurar ajuda mesmo que seja preciso internar o seu filho contra a vontade dele. Esse primeiro passo é crucial para que ele seja reabilitado.


Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
3.6%
96.4%
Podemos Ajudar?