MENU

22/10/2020 às 22h45min - Atualizada em 22/10/2020 às 22h45min

Grupo de apoio a dependentes químicos

Auto ajuda e irmandade

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br/
portalderecuperacao.com.br/


Dentre as diversas estratégias terapêuticas que são combinadas no tratamento de viciados em drogas, o papel do grupo de apoio a dependentes químicos se destaca. Não é à toa que a grande maioria das instituições desse segmento inclui essa metodologia entre os seus procedimentos.

Nesse tipo de espaço de compartilhamento, é possível conhecer a trajetória de outras pessoas que estão passando pela mesma dificuldade. Além disso, o paciente também tem a oportunidade de falar sobre a situação que está vivendo sem qualquer julgamento.

A sensação de acolhimento e de que não se está sozinho é muito importante no tratamento. Em especial, por contribuir com a aquisição de consciência das próprias limitações e de como é essencial encarar o desafio da mudança comportamental para uma recuperação bem sucedida.

A seguir, você confere esses e outros benefícios do grupo de apoio a dependentes químicos.


 

1. Encontrar motivação para continuar

As comunidades terapêuticas e clínicas de recuperação para dependentes químicos costumam oferecer um suporte que vai além daquele oferecido em hospitais padrão. Os grupos de apoio são grandes exemplos de como há estratégias voltadas especificamente para a motivação do paciente.

Eles fazem parte da rotina do tratamento de viciados em drogas e álcool, além de outros transtornos psiquiátricos. Até mesmo o compromisso de comparecer às reuniões acaba se transformando em um incentivo para permanecer sóbrio.


 

2. Tomar consciência das próprias limitações

A nossa sociedade vive um momento crítico onde nota-se que a maior parte dos problemas que enfrentamos é sempre atribuída a terceiros. É sempre mais fácil culpar alguém ou alguma coisa pelo vício do que reconhecer que essa é uma limitação própria.

Nesse sentido, as conversas dos grupos de apoio vêm bem a calhar. Nelas, o dependente pode se dar por conta de quais são as suas responsabilidades diante da situação.


 

3. Desenvolver o autoconhecimento

Ao ouvirmos e falarmos sobre nossos problemas, somos capazes de trabalhar o nosso autoconhecimento. Esse é um processo fundamental muito explorado pela terapia cognitivo-comportamental que contribui com o sucesso do tratamento.


 

4. Redescobrir o poder das relações interpessoais

O ser humano é um ser social. Não vivemos e nem podemos viver isolados. A troca com outras pessoas auxilia a redescobrir o poder das relações interpessoais.

Nos grupos de apoio a dependentes químicos, muitos conseguem firmar parcerias, participar de outros projetos e encontrar oportunidades transformadoras para ressignificar a própria vida.


 

5. Falar em voz alta sobre os seus problemas

De nada adianta ficar apenas “remoendo” os problemas decorrentes do vício consigo mesmo. É preciso externar em voz alta o que está acontecendo para que desafios sejam superados com mais efetividade.


 

6. Envolver a família no tratamento

A maior parte dos grupos de apoio para dependentes químicos envolve a família no tratamento. Há situações específicas em que os familiares e amigos podem participar dos encontros e incentivar os participantes a continuarem livres das drogas, principalmente em situações de conquista.

Por mais constrangedor que isso possa parecer em um primeiro momento, esse suporte profissional e familiar funciona muito bem em conjunto. Os elevados índices de recuperação dos participantes falam por si só.
 

Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
8.3%
91.7%
Podemos Ajudar?