MENU

31/10/2020 às 02h03min - Atualizada em 31/10/2020 às 02h03min

Como é o tratamento com Ibogaína?

Remédio para vícios

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br
portalderecuperacao.com.br/
Você conhece o tratamento com Ibogaína para viciados? Esse é um tratamento muito debatido nos últimos anos. Neste artigo, você encontrará maiores informações a respeito.

A dependência química é considerada uma doença pela OMS – a Organização Mundial da Saúde. Por isso, ela demanda de tratamentos profissionais como qualquer outra enfermidade.

No entanto, há plantas medicinais de uso milenar que podem complementar e até mesmo substituir a intervenção medicamentosa. Acredita-se que a Ibogaína seja uma das possibilidades mais eficazes.

Há muitas gerações, ela é utilizada por grupos nativos da África em rituais espirituais. De acordo com saberes populares, ela é capaz de purificar o corpo e a alma do indivíduo.

Continue acompanhando e saiba mais detalhes sobre o assunto!
 

O que é Ibogaína?

Ibogaína é o princípio ativo de uma planta de origem africana chamada Iboga. Muito utilizada em países como o Gabão, ela acabou chegando a outras partes do mundo e é utilizada para o tratamento de dependências diversas, em especial a das drogas e do álcool.

A maior controvérsia acerca da planta é o fato de ela ser alucinógena e psicodélica, se assemelhando à ayahuasca usada nos cultos do Santo Daime. Além disso, existem poucos estudos que são capazes de comprovar se a Ibogaína funciona ou não.

Por isso, há diversas restrições legais para o seu uso no Brasil. A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – não permite a comercialização da planta ou extratos à base dela em território nacional.
 

Como acontece o tratamento com Ibogaína?

Somente pacientes com laudo médico que aponte a indicação para o tratamento com Ibogaína podem consumir a substância. Isso geralmente acontece em clínicas de recuperação e ao longo de pelo menos 3 a 5 dias de internação.

Além disso, vale ressaltar que a Ibogaína não funciona quando aplicada de maneira isolada. Ela precisa estar associada a outras abordagens terapêuticas que, em conjunto, são capazes de oferecer resultados mais satisfatórios.

O primeiro passo do tratamento é um diagnóstico preciso, seguido de um planejamento com objetivos claros. Em clínicas de reabilitação, diversos profissionais participam desse processo, desde médicos até psicólogos e educadores físicos.

No primeiro dia de uso da Ibogaína, o paciente recebe uma dosagem mais baixa do extrato. Ele é acompanhado por profissionais da saúde para que seja monitorada a reação do organismo.

Ao longo dos dias seguintes a dosagem aumenta para depois ser reduzida novamente. Depois do último dia, o paciente participa de sessões de terapia individual e em grupo para que haja uma mudança de comportamentos e atitudes, evitando recaídas.
 

A Ibogaína cura a dependência?

Quando falamos em doenças crônicas como a dependência química, evita-se usar o termo “cura”. O viciado é capaz de manter o vício controlado, mas sem um plano a longo prazo ele está sujeito a recaídas.

A Ibogaína pode potencializar as chances de manter o paciente abstêmio. Mas é fundamental passar por uma avaliação profissional e jamais consumir a planta fora de um ambiente controlado e monitorado.

Na dúvida, entre em contato conosco e consulte quais instituições de confiança fazem uso da Ibogaína em seus procedimentos.
 

Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
3.6%
96.4%
Podemos Ajudar?