MENU

02/11/2020 às 09h05min - Atualizada em 02/11/2020 às 09h05min

Como internar um menor em clínica de recuperação?

Escolha o lugar certo

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br
portalderecuperacao.com.br/
Quem vivencia o dilema da dependência química na própria família, algo cada vez mais comum, sabe muito bem como essa é uma situação complicada de resolver. Ainda mais quando é preciso internar um menor em clínica de recuperação.

Os menores de idade, geralmente na adolescência, estão sujeitos a entrar em contato com o álcool e com o mundo das drogas. Por essa ser uma fase conturbada, alguns são atraídos pelo vício e sequer se dão por conta de o quanto isso é perigoso.

Cabe aos pais ou responsáveis se manterem vigilantes para evitar tais problemas. No entanto, mesmo assim eles podem ocorrer.

Se essa for a circunstância pela qual a sua família está passando, é fundamental procurar por ajuda profissional. Por isso, veremos mais informações sobre como internar um menor em clínica de recuperação.

 

Identificando um menor viciado

O principal sinal de que o seu filho ou qualquer menor de idade possa estar viciado em drogas é a mudança comportamental. É muito frequente a irritação e atitudes agressivas. Em outros casos, nota-se também apatia e indiferença, ainda mais no relacionamento familiar.

O desempenho na escola é outro fator importante a ser observado. Se o jovem costumava ser um bom aluno e as suas notas decaíram ou há reclamações dos professores quanto à frequência às aulas, deve ser aceso um sinal de alerta.

Mudanças físicas extremas também ajudam a perceber a dependência química. O uso de drogas costuma afetar o apetite, o sono e até mesmo os cuidados com a higiene pessoal.

 

Como funciona a internação de menores de idade na reabilitação

Assim como acontece com pessoas adultas, os jovens também podem ser internados em centros especializados para reabilitação. Contudo, os pais assumem a responsabilidade pela parte burocrática, algo que instituições profissionais confiáveis fazem questão de elucidar.

Aliás, caso o adolescente não aceite que precisa de tratamento, a sua internação pode ser realizada involuntariamente. A partir de então, a equipe médica fará todos os procedimentos recomendados para a desintoxicação e conscientização do menor.

As principais etapas a serem seguidas após internar um menor em clínica de recuperação são as seguintes:
 

1. Desintoxicação

O adolescente passa por exames para diagnosticar o nível de dependência e a sua saúde física/mental. Em seguida, ele é observado pelo período que for necessário até que os efeitos da abstinência sejam controlados. Se for preciso, é realizada uma intervenção medicamentosa para minimizar esses sintomas.

 

2. Conscientização

Depois que o organismo for desintoxicado, começam uma série de terapias para a mudança comportamental do paciente. Ele tem apoio de uma equipe especializada para adquirir plena consciência e responsabilidade pelas próprias ações, sendo incentivado a viver sua vida longe das drogas.

 

3. Reinserção social

Por fim, o jovem exercita a sua reinserção social com um plano de contenção de recaídas a longo prazo. Assim, com o corpo e a mente saudáveis, ele pode voltar para as suas atividades rotineiras. Todavia, é recomendado que ele retorne para consultas periódicas a fim de prevenir o retorno à dependência química.
 

Na dúvida, acesse o nosso portal e consulte as instituições com vagas disponíveis para a internação de menores de idade.

Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
3.6%
96.4%
Podemos Ajudar?