MENU

07/10/2020 às 22h08min - Atualizada em 07/10/2020 às 22h08min

Qual importância do psicólogo no tratamento do alcoolismo?

Psicologia para Alcoólatras

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br/
portalderecuperacao.com.br/
O consumo crônico de bebidas está entre os problemas de saúde pública mais frequentes no Brasil. Iniciativas como a Semana Nacional do Combate ao Alcoolismo, que acontece em fevereiro, ajudam a conscientizar sobre esse problema e também reforçam a importância do psicólogo no tratamento do vício.

Afinal de contas, a dependência alcoólica é uma enfermidade. E, tendo em vista o fato de que ela envolve aspectos físicos e psicológicos, o auxílio de profissionais especializados na área da psicologia é fundamental para o sucesso do tratamento.

Isso fica ainda mais evidente quando consideramos que o alcoolismo pode ser desencadeado pelas demais circunstâncias problemáticas da vida. Muitos alcoólatras relatam conflitos familiares, traumas de infância, baixa autoestima, entre outros elementos que estão relacionados à situação.

O quanto antes o paciente receber suporte profissional para lidar com a doença, menores serão os prejuízos para a sua vida pessoal, familiar e profissional. O tratamento deve ser multidisciplinar e envolver uma equipe capacitada para ajudar a controlar os danos provocados pela ingestão excessiva de álcool.

Como o psicólogo ajuda na recuperação de dependentes

Como mencionado anteriormente, muitas pessoas usam o álcool como uma falsa fuga de situações complexas do dia a dia. Além do mais, o próprio senso comum incentiva o consumo de bebidas com base nos seus efeitos “bons”, tais como extroversão e alegria.

Não é por mero acaso que muitas pessoas deixam de beber apenas socialmente e acabam caindo na armadilha da dependência. O álcool é uma droga tão maléfica quanto outras, mas seu consumo é legalizado e até mesmo incentivado em diversas ocasiões.

Em tal contexto, é preciso ressignificar o papel da substância e a relação que o alcoólatra desenvolveu com ela. Uma das formas que os psicólogos utilizam para alcançar esse objetivo é com sessões de psicoterapia cognitivo-comportamental.

Essa é uma metodologia cientificamente comprovada de conscientização dos efeitos nocivos do álcool e de outras drogas. Ela permite compreender os comportamentos e sentimentos associados à dependência. Além, é claro, de ajudar a desenvolver hábitos mais saudáveis para resolução de problemas, o autocontrole, a prevenção de recaídas e a motivação para continuar livre do vício.

A participação da família no tratamento psicológico

Somos seres sociais. Porém, sentimentos de vergonha e de fracasso, em especial depois de momentos de recaída, tendem a afastar o dependente da família e dos amigos.

Para evitar esse tipo de situação, o psicólogo costuma envolver as pessoas mais próximas na reabilitação. Assim, conflitos familiares e outras situações de estresse podem ser trabalhadas para fortalecer o vínculo afetivo e potencializar os resultados do tratamento.

As chances de recuperação aumentam significativamente quando há sessões com a participação de familiares. Nesse sentido, é interessante traçar um plano de recuperação que inclua terapias individuais e em grupo, ainda mais no início de todo o processo.

Na dúvida, é sempre importante ouvir a opinião de especialistas. Para tanto, procure contar com o apoio de um corpo médico capacitado que pode ser encontrando em clínicas de recuperação de alcoólatras de confiança.

Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
5.0%
95.0%
Podemos Ajudar?