MENU

17/11/2020 às 07h08min - Atualizada em 17/11/2020 às 07h08min

Como a família pode ajudar na recuperação do dependente químico?

Aprenda como ajudar um viciado

Portal de Recuperação - Fernando
Portal de Recuperação

A primeira dica de como a família pode ajudar na recuperação do dependente químico, é buscando conhecer e reconhecer a doença .

A dependência química, além de atingir o dependente, prejudica a sua família também. Ter um dependente químico na família não é algo fácil de lidar e até mesmo de aceitar. Todos ficam perdidos, sem saber como agir ou o que fazer, tornando-se, de certa forma, vítimas da dependência.

A maior parte dos familiares prefere fechar os olhos a enxergar a realidade, tratamento a dependência como apenas “uma fase passageira” e não como a doença que ela realmente é.

Só de buscar reconhecer a doença como tal, já se dá um grande passo rumo ao correto tratamento da mesma.

Além disso, é preciso conhecer o que pode ter atuado como o gatilho inicial para que aquela pessoa tenha se tornado dependente químico.

Traumas de infância, na adolescência ou mesmo já na vida adulta, ou doenças psiquiátricas, como a depressão, podem estar por trás do componente psicológico que levou ao uso inicial da substância.

Um dos grandes problemas de atuar no tratamento de dependentes químicos é que os mesmos nunca admitem que possuem o problema ou o vício.

Sendo assim, no momento de como a família pode ajudar na recuperação de um dependente químico, você precisa fazer com que o mesmo compreenda a necessidade de ajuda que ele possui.

Você precisa mostrar que é normal sofrer com a dificuldade de tentar dominar e curar-se do vício que possui, mas que há apoio suficiente para que ela possa alcançar os resultados.

É normal que muitos dependentes químicos desistam do tratamento após algumas tentativas, quando fez tudo sozinho, terem falhado.

Portanto, ao demonstrar a necessidade de ele ter ajuda da família no processo, você garante um novo estímulo para o indivíduo conseguir alcançar bons resultados.

Já que chegou até aqui, continue lendo para saber como lidar com o seu familiar-dependente. Separamos algumas informações que te ajudarão, se colocadas em prática corretamente na hora de escolher uma boa clínica de recuperação.

Conhecer a doença

Para lidar com um dependente da maneira correta, você precisa entender o seu comportamento e a melhor forma de você fazer isso é pesquisando sobre a doença.

Entenda como ela funciona e como afeta o comportamento e a vida em geral do seu familiar dependente.  Na internet você encontra diversas informações detalhadas sobre a dependência: depoimentos, vídeos, tudo o que precisa saber sobre o assunto.

Cuide-se

Lidar com um dependente químico não é uma tarefa fácil: virão conflitos atrás de conflitos e por isso é importante que estar bem psicológica, emocional e fisicamente.

Não deixe que a doença do seu ente querido te atinja de uma forma direta, não viva em função disso. O seu acompanhamento e apoio são muito importantes, mas mantenha sempre o equilíbrio: uma pessoa doente não pode ajudar alguém doente também. Então, cuide-se!

Evite julgamentos

Julgamentos ou condenações não irão ajudar, só causarão mais conflitos dificultando ainda mais a convivência e aproximando mais o dependente das drogas.

Não seja patrocinador da dependência

Nunca, em nenhuma circunstância, dê dinheiro a ele para comprar droga, mesmo que ele diga que é para outra coisa. No fundo, você sabe que ele poderá usá-lo para alimentar o seu vício. Também não o leve a lugares onde ele tenha fácil acesso às substâncias e se sinta tentado.

Imponha limites e regras

Tenha pulso firme. Não ceda às chantagens psicológicas. Deixe claro quem está no comando e que, apesar de o amar, não irá compactuar com sua atitude em relação ao uso de drogas. Se possível, estabeleça horário para entrar e sair, fique de olho nas suas amizades e não permita o uso de substâncias em casa.

Tenha paciência e amor

Tenha muita paciência. Não desista. Aja sempre com amor. É possível ser firme, impor regras e, ainda assim, ser amoroso.

Não passe a mão na cabeça

Não encubra ou tente camuflar os erros do seu ente querido. Não faça por ele as coisas que ele mesmo deve fazer sozinho e nem tente impedir que ele sofra as consequências relacionadas ao uso de drogas.

Procure ajuda profissional

Isso é o mais importante a se fazer para que seus esforços não sejam em vão. Dificilmente alguém consegue largar as drogas sozinho. A dependência química é uma doença e precisa de tratamento profissional como todas as outras.

Ao fazer uma busca detalhada por clínicas de reabilitação, opte pelo site do Portal de Recuperaçãoonde você encontrará diversas opções de clínicas de recuperação, podendo achar com facilidade aquelas mais próximas de você.  Não deixe de nos procurar!

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
3.6%
96.4%
Podemos Ajudar?