MENU

16/11/2020 às 00h16min - Atualizada em 16/11/2020 às 00h16min

Como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda

Internamento Forçado

Portal de Recuperação - Fernando
portalderecuperacao.com.br
portalderecuperacao.com.br/


Saber como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda é um desafio enorme. Como fazê-la entender que o alcoolismo é uma doença e precisa de tratamento? Como explicar que esse tipo de dependência química pode levar inclusive à morte? Como conversar? Como agir? Devo forçar? Obrigar? São inúmeras dúvidas que rondam os que querem ajudar uma pessoa alcoólatra.

Nas próximas linhas do artigo você vai encontrar orientações para saber como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda. O processo não é fácil, mas com paciência, dedicação e persistência é possível tirar a pessoa que você gosta dessa situação.

1.Não obrigue e nem force

Muitos erram no processo de como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda. O primeiro ponto é não forçar o alcoólatra a buscar tratamento. Alguns não consideram o alcoolismo como uma condição de saúde que precisa de tratamento. Alguns alcoólatras, por exemplo, cresceram em um ambiente familiar onde a bebida ocupava um papel importante na rotina da casa. Por isso, ele não vê problemas.

Mas é claro que, há alcoólatras que não apresentam o mínimo de consciência sobre a sua situação e podem estar colocando a sua própria vida em risco e a de outros também. Nestes casos, é importante procurar uma clínica de reabilitação e relatar o caso. Se tudo for confirmado, o médico pode liberar um parecer que atesta a condição de risco do alcoólatra e direcionar o paciente para um internamento involuntário.

2.Explique e esclareça as consequências

Para saber como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda você precisa esclarecer as consequências para o sujeito. Pode ser que o indivíduo não aceite ajuda porque ele não vê perigo ou riscos no seu hábito. Mas, de forma paciente, você precisa explicar o que a bebida pode causar na vida dele. Uma tática eficaz é sinalizar as perdas que o indivíduo está passando por decorrência da bebida.

Comece pontuando o lado financeiro. Quanto dinheiro que ele já gastou com bebidas e que poderia ter sido investido em outras coisas úteis... Se ele tiver dívidas, sinalize isso também. Mostre os laços sociais que estão se desfazendo por conta da bebida... O rendimento no trabalho que está caindo.... De forma paciente explique que a condição de alcoolismo só tende a piorar e pode levar à consequência mais drástica: a morte.

3.Seja empático

Uma forma de como ajudar uma pessoa alcoólatra que não aceita ajuda é ser empático. Ou seja, se colocar no lugar do outro. O alcoolismo é uma doença, uma dependência química. O indivíduo já perdeu o controle sobre o uso do álcool. Ele sabe e enxerga o álcool como sendo maior do que ele. Mas ainda assim, ao mesmo tempo que o álcool rouba suas forças, ele pode proporcionar prazer e bem-estar.

Se coloque no lugar do alcoólatra e imagine como você gostaria de ser tratado caso estivesse nesta situação. Além disso, o alcoólatra pode até querer ajuda, mas não aceita por vergonha de sua situação. No caso das mulheres esse sentimento é ainda mais presente devido ao estereótipo marcado na cultura brasileira. A sociedade associa bebida ao gênero masculino. Logo, para a mulher alcoólatra isso é uma vergonha.

4.Procure entender os motivos

O alcoolismo apresenta uma sugestiva carga genética. Se a pessoa apresenta a doença, provavelmente “herdou” de algum familiar. No entanto, na grande maioria dos casos, a questão é muito mais complexa. Muitos encontram na bebida a solução dos problemas e até mesmo o escape. Procure entender, sem julgamentos, as razões que levam a pessoa a beber. Seja compreensivo e tente ajudar na medida do possível.
 

Portal de Clínicas de Recuperação, busca através de profissionais gabaritados trazer ao leitor matérias explicativas para saber lidar com esta terrível doença que assola todo mundo, onde você também encontrará diversos tipos e unidades de tratamento para fazer uma internação ou buscar apoio profissional.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Onde realizar o tratamento de dependentes químicos?

0%
8.3%
91.7%
Podemos Ajudar?